fbpx

Junte-se agora e acesse (antes de todos) as principais notícias de tecnologia e startups. clique aqui

Gupy recebe R$40 milhões de investimentos.

Por Redação, em 15 de maio de 2020

0Shares

A Gupy, SaaS de RH focada na gestão de gestão e contratação de pessoas, anuncia a rodada de R$40 milhões de investimentos, vindos da gestora Oria Capital.

Fundada em 2015 por Bruna Guimarães, Guilherme Henrique Dias, Robson Ventura e Mariana Dias em São Paulo, a Gupy é uma Lever brasileira de dar gosto e tem agora, um caminho aberto para dobrar e triplicar o número de clientes, que atualmente são cerca de 600 empresas. Entre essas, Ambev, Cielo e Pão de Açúcar.

Um novo RH, com dados e inteligência.

O caminho está aberto, exatamente pelo momento único que o mundo passa. Agora é hora das grandes empresas digitalizarem tudo, e o processo de contratação, será parte crítica desse novo mundo. O software da Gupy usa uma quantidade massiva de dados, para ajudar as empresas e candidatos no melhor match possível na hora de selecionar talentos.

O software da Gupy permite que equipes de RH e consultorias, possam automatizar o processo de seleção, análise e contratação do talento, desde a etapa da atração. Embora esse processo exista há tempos, ainda é na maioria das empresas, extremamente manual e ineficiente. Os custos envolvidos em contratação (e cultura) são quase impossíveis de se calcular, em empresas com culturas ultrapassadas na hora de atrair talentos.

A americana Lever, citada anteriormente como benchmark da Gupy, levantou U$72 milhões de investimento (cerca de R$400 milhões) com a mesma tese em solo americano: dar poder e tecnologia para empresas contratarem melhor. Eles já usam processos com robôs para eliminar processos manuais de entrevista, seleção e análise.

Timeline dos investimentos da Gupy:

  • Janeiro de 2016 – R$200 mil reais;
  • Agosto de 2017 – R$1,5 milhões;
  • Janeiro de 2019 – R$11,5 milhões;
  • Maio de 2020 – R$40 milhões.

Mercado fracionado e com um problema gigante

A Gupy iniciou a vida como um simples applicant tracking system (sistema de acompanhamento de candidatos) e avançou para algo mais robusto, amparando diferentes tipos de empresas e necessidades de contratação. A co-fundadora Mariana Dias, contou como foi o momento zero da empresa no episódio do podcast Like a Boss “De trainee a CEO”.

O mercado de tecnologia para RH é bem fracionado, especialmente pela complexidade de especialidade que ele demanda: contratação, folha de pagamento, gestão de departamento pessoal, trabalhista, avaliação de desempenho e estágio. Diversas soluções locais despontam, mas para recrutamento e seleção, o mercado parece estar apostando na Gupy, como o principal agente. Pelo menos, as próprias empresas de tecnologia e os colaboradores da startup, reconhecem a Gupy como a solução ideal.

A Oria Capital, líder da rodada, se junta aos institucionais Canary, Valor Capital, Wayra, Yellow Ventures e Maya Capital.

A redação do startups.com.br é independente e composta por diversos jornalistas e empreendedores.