fbpx

A dor que sua startup diz que resolve é a mesma que eu tenho?

lâmpada
Compartilhe

Startups estão proliferando tão rapidamente quanto a pandemia. Por onde a gente olha tem uma que acabou de surgir. E outra que oferece algo muito semelhante àquela que acabou de ser criada.

Como assim? Sim, falta pesquisa. Em todos os sentidos.

Quais são os seus concorrentes? Se você acha que não tem, procure!

Quais os seus diferenciais? São muitos? Então enumere!

O que você está disponibilizando é uma carência real do mercado? E este mesmo mercado, será que concorda contigo?

Ignorar esta fase de validação, sendo alicerçado por achismos ou opiniões de familiares e amigos, é o caminho mais recomendado para o fracasso.

Se você quer me vender uma pretensa solução para uma dor que pode não ser a minha, ou você muda a dor ou altera a solução ou procura outro comprador.

Eric Ries, criador do conceito de startup enxuta, explica: “A capacidade de aprender mais rápido com os clientes é a vantagem competitiva essencial que as startups devem possuir. Os clientes não se interessam com a quantidade de tempo que um produto leva para ser desenvolvido; só se importam se atende às suas necessidades”.

Óbvio, mas não é simples.

A sua equipe tem “lugar de fala” neste tema? Por quê?

É diversa, multidisciplinar e está preparada tecnicamente? Tem certeza?

No mercado não há espaço para ser o “mais um”.

Para ter êxito não basta apenas demonstrar paixão pela ideia. É indispensável encontrar respostas simples para problemas até então considerados complexos, transmitir respeito e credibilidade, estar motivado e engajado, comprovar suas qualificações na prática e… possuir humildade para pivotar, caso necessário.

Os investidores não aceitam mais um pitch “bacaninha”, “meias entregas” e longas desculpas. Exigem propósitos genuínos, impactos reais e perspectivas financeiras concretas.

Peter Drucker, considerado o “Pai” da Administração Moderna, mesmo não tendo vivido para conhecer profundamente o modelo startupeiro, ensinou: “Não há nada tão inútil quanto fazer eficientemente o que não deveria ser feito”.

Pesquise, valide, venda.

Treine o pitch.

Pesquise, valide, venda.

Adapte o pitch.

Pesquise, valide, venda.

Mude o que for preciso.

Pesquise, valide, venda.

Reformule o pitch.

Apresente para um público maior.

Agora sim! Você não está 100% preparado, e nunca vai estar, mas pelo menos já cometeu os erros essenciais.

Recomece o ciclo.

#voe!

Ah, o mundo bateu o recorde de unicórnios em 2021; já são quase 1000 contabilizados (sendo 41 na América Latina).

Mas unicórnios, assim como a “sorte”, não existem. Os resultados no mundo real são consequência do esforço ímpar, da competência focada e do planejamento assertivo.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões