fbpx
Compartilhe

A Minds Digital, IDTech especializada em biometria de voz, investiu no seu quadro de executivos para fortalecer suas áreas comercial e de marketing. Depois de receber um aporte da BR Angels, a startup contratou um novo diretor de vendas e nova head de marketing.

Marcelo Soares chega para liderar o time comercial da empresa, com a meta de dar escala aos produtos de biometria da marca. “Queremos apresentar nossas novas soluções às empresas enterprise e chegar a 1 bilhão de validação e autenticação. Hoje, estamos com mais 300 milhões de autenticações em nossa plataforma.”, comentou o executivo em comunicado.

O executivo é formado em Administração de Empresas e com MBA em Gestão Estratégica de Novos Negócios pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcelo atuou em empresas como Sodexo, Santander e Banco BS2.

Na parte de marketing, a Minds trouxe a executiva Alessandra Tutunic. Publicitária com MBA em Gestão de Negócios de Tecnologia pela USP, ela teve uma passagem importante pelo Bradesco, onde permaneceu por 11 anos atuando em áreas de negócios e produtos, além de ter trabalhado em outras startups como Arquivei e Bowe.

“A meta é destacar a Minds para o mercado e apresentar os benefícios que ela traz para as companhias, principalmente no que se refere à proteção de fraudes. Além disso, vamos trabalhar estratégias para estreitar o relacionamento com grandes empresas e fomentar novos negócios”, ressaltou Alessandra em nota à imprensa.

Popularizando a biometria

As contratações da Minds chegam no rastro de uma rodada seed de R$ 1,5 milhão recebida no começo de junho junto à BR Angels. Em entrevista ao Startups na época, o fundador e CEO Marcelo Peixoto apontou que o plano da empresa é abrir portas junto a clientes corporativos, em áreas como finanças, telecom e varejo. O objetivo é colocar estas grandes empresas para utilizar a solução de identificação e autenticação por voz em seus canais de atendimento – como call centers, apps e até mesmo o WhatsApp.

Em 2021, a IDtech registrou um crescimento de 52% de sua operação. Apesar de não abrir números de receita, a projeção agora é alcançar um crescimento três vezes maior, com foco na experiência do usuário e em melhorias na plataforma.

“Esse ano nosso objetivo é inserir nossa tecnologia em 8 a 10 grandes clientes enterprise e chegar em dezembro com 1 bilhão de requisições na plataforma – atualmente já estamos com 300 milhões”, explicou Peixoto.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões