fbpx
Compartilhe

A Jellysmack, unicórnio francês que desenvolve criadores de conteúdo digital, anuncia a reestruturação de suas operações no Brasil e na América Latina. O plano faz parte da estratégia da startup para ser o maior player para a creators economy.

Agora a liderança das operações de Brasil, México, Colômbia e Argentina ficará centralizada em um único headquarter. Em menos de um ano da presença da Jellysmack na região, a empresa firmou parceria com mais de 60 criadores de conteúdo – sendo 40 deles no Brasil.

Bruno Belardo, até então country manager da Jellysmack no Brasil, passa a atuar como head da América Latina. O executivo soma mais de 16 anos de experiência no mercado de publicidade e marketing tendo passagens pelo Facebook, BuzzFeed e Spotify.

“Continuaremos entregando o mesmo nível de serviço, focado em crescimento acelerado, na ampliação da audiência e na melhor monetização possível para os melhores criadores de conteúdo da região, sempre de olho naqueles que apresentam alta performance”, comenta Bruno, em nota.

A startup também anuncia reforços nas lideranças de parcerias da região. Carolina Ervolino passa a ser líder de parcerias no Brasil e Karina Camarillo assume a função para México e demais países da América Latina. 

Até o fim do ano a Jellysmack espera chegar a US$ 750 milhões investidos em criadores de conteúdo. A ideia é manter o foco no programa de criadores, no qual a startup aplica tecnologia para alavancar os conteúdos de criadores em novas plataformas digitais, e no programa de licenciamento de catálogo, que licencia vídeos antigos da biblioteca dos criadores para recuperar sua relevância.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões