fbpx
Compartilhe

O chamado “inverno cripto” deu as caras com a queda no valor das principais moedas, afastando investidores e criando celeuma no mercado. Queda nos preços das criptomoedas, problemas de liquidez e demissões (como os mais de mil cortes na Coinbase) são alguns dos efeitos da temporada de frio.

Mas apesar do mercado em baixa, o interesse das pessoas em cripto e ativos digitais continua alto, como indica recente relatório do Bank of America (BofA). O banco entrevistou 1.013 detentores de moedas digitais e(ou) entusiastas dos Estados Unidos. 

A pesquisa mostra que 91% dos respondentes pretendem comprar criptomoedas durante os próximos 6 meses. Segundo o banco, o percentual é o mesmo daqueles que realmente compraram criptomoedas nos últimos 6 meses.

Já 58% indicaram que atualmente possuem criptomoedas ou ativos digitais, enquanto 42% disseram que atualmente não possuem criptomoedas, mas pretendem comprar algumas nos próximos 6 meses, em baixa ou não.

Intenção de investimentos (à esq) e plataformas mais populares entre investidores (à dir)

Criptomoedas preferidas 

PayPal e Coinbase são as plataformas de compra e venda de cripto mais populares entre os participantes do estudo. A primeira foi citada por 53% das pessoas e a segunda, por 46%. Em seguida aparecem CashApp, Robinhood e Crypto.com. No entanto, quando questionados sobre qual delas é a sua preferida, Coinbase foi a escolha de 39% e PayPal, de 36%. 

Em relação às criptomoedas mais comuns, Bitcoin — que vem amargando quedas constantes, valendo menos de US$ 19.000 — e Ethereum responderam por 75% e 44% das escolhas, respectivamente.

As principais razões citadas por aqueles que atualmente possuem criptomoedas ou ativos digitais foram a valorização esperada dos preços, diversificação da carteira, e interesse em fazer parte da comunidade cripto.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões