fbpx
Compartilhe

A EmCasa, proptech de compra, venda e financiamento de imóveis, iniciou um dos seus planos de uso dos R$ 110 milhões captados recentemente em série B liderada por Globo Ventures, Igah e Flybridge. Sua expansão geográfica. Com presença em São Paulo e no Rio de Janeiro, a companhia anuncia sua chegada a São José dos Campos e ao ABC Paulista, onde estabeleceu um escritório em São Bernardo dos Campos.

Com o aprochego a novas praças, a startup espera acelerar ainda mais seu ritmo de crescimento – atualmente de 20% ao mês. A projeção da empresa é de registrar um crescimento mensal de 300% em sua operação no ABC. 

“Enxergamos um potencial enorme em ambas a regiões por estarem entre os municípios mais prósperos do estado, com alta concentração de indústrias e grandes empresas, que atraem talentos e fazem a economia girar”, explica Gustavo Vaz, fundador e presidente da EmCasa. O restante do aporte, segundo ele, será destinado à evolução contínua da tecnologia e melhoria dos processos. 

Gustavo Vaz, fundador e presidente da proptech EmCasa

Enquanto no curto prazo o foco da EmCasa é crescer e melhorar a tecnologia, em uma projeção maior, de 5 anos, o grande objetivo é liderar o mercado imobiliário e ser um agente de transformação do setor. Para este ano, a expectativa é de faturar R$ 50 milhões, 180% a mais que em 2020, e atingir R$ 1 bilhão de volume geral de vendas de imóveis e créditos transacionados. Até então já foram transacionados R$ 750 milhões.

Aposta nos especialistas de vendas

Fundada em 2017, a proptech já recebeu R$ 168 milhões em investimentos (seed, série A e B) e concorre com nomes como QuintoAndar, Loft e Grupo ZAP, mas acredita em uma concorrência saudável e não se intimida. A estratégia da EmCasa se baseia em colocar o especialista de venda em primeiro plano para garantir a melhor experiência do cliente em todo o processo de compra, venda e financiamento de imóvel na plataforma.

“Nosso diferencial está em ser a única empresa que verticalizou todo o processo de compra e venda de imóveis e redefiniu o papel do corretor de imóveis”, afirma Gustavo. Atualmente a proptech conta com um time de 105 especialistas de vendas. Diferente dos corretores autônomos, são profissionais contratados em regime fixo e treinados pela empresa com foco no cliente.

ANÁLISES

Veja todas as análises