fbpx
Compartilhe

Só para não passar batido aqui vão as notícias selecionadas de aquisições, fusões (M&A) da semana.

  • OLX comprou o Grupo Zap (criado em 2017 com a união do Zap e do VivaReal) por R$ 2,9 bilhões. A operação será paga em dinheiro por meio de um aumento de capital feito pelos sócios da OLX no Brasil, a Prosus (braço de serviços de internet da sul-africana Naspers) e a norueguesa Adevinta. O negócio precisa se aprovado pelo Cade e a expectativa é que isso aconteça no segundo semestre. O negócio esquenta ainda mais a briga no setor imobiliário brasileiro, que tem Loft e QuintoAndar bem capitalizadas e é emblemático porque é um dos maiores exits da história do mercado de venture capital na América Latina – junto com a venda da DiDi e a abertura de capital da Stone. O Grupo Zap não virou o unicórnio que todo mundo imaginava que ele seria, mas, ainda sim, foi um negócio importante para os sócios e para o mercado.
  • Depois de demitir metade de seus funcionários, a Grow Mobility anunciou a venda para o fundo mexicano Mountain Nazca, que se especializou em operar companhias encrencadas – eles já tinham comprado as operações do Groupon na América Latina e do Peixe Urbano. É um recomeço para a companhia que tinha tudo para se dar bem, mas se perdeu com disposta de poder entre os sócios controladores mexicanos (que vieram da Grin) e os brasileiros da Yellow.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões