fbpx
Compartilhe

O número de contas digitais aberta no Brasil já superou o número de habitantes no país. São 250 milhões de contas para uma população de 211 milhões de pessoas. O avanço do serviço aconteceu principalmente em 2021, quando 115 milhões de contas digitais foram abertas entre janeiro e setembro. Os dados são da pesquisa “Ranking de Onboarding Digital 2021” da startup de autenticação digital anti-fraude idwall. O estudo, realizado em parceria com a empresa de marketing e comunicação Cantarino Brasileiro, foi conduzido entre novembro e dezembro de 2021, com mais de 2 mil entrevistados de todo o país.

Daí você pensa: maravilha entãom resolvemos o problema da desbancarização no Brasil! Uma notícia boa em meio a tanto caos, ufa. Mas não é bem assim, estimado leitor, estimada leitora. O que acontece é que muita gente tem mais de uma conta, o que infla os números. E o número de contas digitais per capita, por assim dizer, vem aumentando nos últimos anos. Em 2019, eram 2,1. Em 2020, passou para 3,2. Em 2021, chegou a 3,9. Quanto maior a renda e a escolaridade, mais contas a pessoas tende a abrir.

Outra informação do estudo é a evolução na quantidade de pessoas com contas tanto em bancos tradicionais quanto nos digitais. Em 2019, esse número girava em torno dos 40,5%, saltando para 59,1% em 2020 e 64% no ano seguinte. Também houve um aumento de pessoas que usam o banco digital como sua conta principal: 37% dos entrevistados em 2021, ante 21% em 2020.

A idwall atrela esse avanço à crescente bancarização da população e à intensificação do uso de celulares ou outro dispositivos móveis para realizar serviços bancários (o mobile banking). Segundo a startup, essa modalidade levou os usuários a priorizarem instituições com tarifas menores, processos de cadastro mais fáceis e com um leque de serviços mais amplo.

A pesquisa mostra que 75,8% dos brasileiros estão dispostos a trocar um banco tradicional por um digital e mais de 75% priorizam o ambiente digital para a abertura de conta, por causa menor burocracia e melhores melhores tarifas e serviços. O número médio de instituições utilizadas por cada pessoa também aumentou, passando de 2,1 em 2019 para 3,2 no ano seguinte e 3,9 em 2021. 

Das 10 instituições mais usadas, todas contam com a possibilidade de abertura e encerramento de conta 100% digital. O Nubank aparece em 1º lugar, superando a Caixa Econômica Federal (2º) e o PayPal (3º). Fechando o TOP 8 estão Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Mercado Pago e Santander.

Na divulgação do seu balanço do 4º trimestre, o 1º desde o IPO, o Nubank informou ter fechado o ano de 2022 com um total de 53,9 milhões de contas, sendo 52,4 milhões no Brasil – o equivalente a 33% da população adulta do país. De acordo com o neobank, mais de 55% desses clientes usam a conta com a sua principal.

Experiência do usuário

O estudo mostra que o onboarding digital impacta diretamente no interesse que um cliente tem de continuar em uma instituição financeira. Os usuários que deram pelo menos 8 pontos em uma experiência de cadastro estão 129% mais propensos a continuar como clientes do banco. Os que classificaram com notas 9 ou 10 têm 663% mais chances de seguir na instituição.

“Em média, 2021 teve mais de 315 mil contas 100% digitais abertas por dia. Em um cenário tão competitivo e distribuído, a jornada do usuário se torna essencial para adquirir escalabilidade e bons resultados”, afirma Felipe Penido, líder de inteligência da idwall, em comunicado. Ele acrescenta que os players com as melhores experiências conseguem adquirir e fidelizar mais clientes e, por isso, é  fundamental usar a tecnologia para entregar praticidade, facilidade e segurança.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões