fbpx
Compartilhe

A Semantix, um dos maiores nomes do mercado brasileiro quando se trata de big data e analytics, agora faz parte da Nasdaq, sob o nome STIX. Isso porque está fechando a sua fusão com a Alpha Capital, Companhia com Propósito Especial de Aquisição (mas você pode chamar de SPAC), que levantou US$ 230 milhões para o negócio.

Anunciada no fim do ano passado, agora a transação foi efetivada pela Securities and Exchange Commission (SEC) nos Estados Unidos. O acordo prevê um valor adicional de mais de US$ 100 milhões, por meio de um private placement (PIPE) e por compromissos de acionistas em não resgatarem seus investimentos no SPAC (non-redemption). No total, o negócio deve envolver cerca de US$ 320 milhões, o que coloca a Semantix em uma avaliação de US$ 1 bilhão no mercado.

De acordo com o que destacou a Semantix em comunicado, o plano com o dinheiro levantado é de fortalecer o portfólio de soluções, atrair talentos e expandir suas operações internacionalmente, incluindo a criação de um laboratório de P&D nos Estados Unidos – no Brasil a empresa já possui um. Atualmente a companhia já atende clientes em 15 países.

“Estamos felizes em alcançar este importante marco em nossa jornada para nos tornarmos uma empresa pública”, destacou em nota Leonardo Santos, fundador e CEO da Semantix. A empresa possui em sua carteira cerca de 300 clientes  – entre eles Vivo, Bradesco e Samsung – com seus serviços de estruturação de dados para que possam ser analisados pelas empresas em suas aplicações.

O PIPE adicionado ao negócio terá a participação do fundo Innova Capital, Bradesco, Crescera e FJ Labs. Além disso, a Innova também já se comprometeu a não fazer o resgate (redemption) dos US$ 23 milhões que tem no SPAC.

Razões para a fusão

No ano passsado, ao anunciar a intenção de fusão com a Alpha Capital como forma de entrar na Nasdaq, o CEO da Semantix explicou que preferiu esta opção por estar mais interessado em parceiros que pudessem “instruir em como jogar esse jogo do que em capital”.

No lado da Alpha tem café no bule: dentre os integrantes do da SPAC, Alec Oxenford fundou os unicórnios OLX e letgo, enquanto Rafael Steinhauser foi o CEO da Qualcomm na América Latina. Outros participantes são Fabrice Grinda, da FJ Labs, e Verônica Serra, à frente da Innova Capital, que lidera a iniciativa.

Em termos de expectativa de crescimento com a fusão, a Semantix estima para 2022 um faturamento de US$ 73 milhões, com 84% de receita recorrente e uma retenção de receita – um índice mais do que importante para empresas de SaaS – de 153%.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões