fbpx
Compartilhe

A Deel, startup americana especializada em gestão de pagamento para equipes remotas internacionais, quer se esbaldar nas compras com os US$ 425 milhões que acaba de levantar em série D liderada pela Coatue Management. Também participaram da rodada a Altimeter Capital, Andreessen Horowitz, Neo, Spark Capital e YC Continuity Fund.

Com o aporte, o valuation da empresa salta de US$ 1,2 bilhão para US$ 5,5 bilhões, tornando-se a de maior valor na área de contratação e gestão de pagamento para times internacionais. Em abril, quando recebeu a série C de US$ 156 milhões e virou unicórnio, a startup também iniciou sua operação em terras brasilis. 

Segundo Cristiano Soares, diretor da Deel no Brasil, a ideia agora é focar em M&A. O principal uso do dinheiro será para adquirir empresas que possam aportar tecnologia no negócio da Deel, principalmente na operação brasileira. “Montamos um time dedicado a isso. O próximo ano será de muita aquisição, iremos às compras globalmente”, diz Cristiano.

Também está nos planos o lançamento de um novo produto de folha de pagamento internacional, o desenvolvimento de uma API aberta, e expandir o time. A expectativa é de aumentar a atual equipe global de 350 profissionais para 500 até o fim de 2021. No Brasil, contratar mais 15 pessoas para a área comercial, totalizando quase 30 “Deelers”.

Cristiano Soares, diretor da Deel no Brasil

Deel no Brasil

Há 6 meses no país, a Deel vem mantendo um crescimento de 25% ao mês, graças ao crescimento de receita de seus clientes, que estão contratando muitos candidatos fora do país. Ainda de acordo com Cristiano, 45% dos unicórnios brasileiros são clientes da startup, como QuintoAndar, Méliuz e PagSeguro.

Em julho, a companhia lançou por aqui o Cartão Deel, um cartão de crédito pré-pago de bandeira Visa que pode ser usado para fazer saques, transferências e realizar compras online e em lojas físicas em qualquer país. A grande sacada é dar aos profissionais remotos acesso instantâneo aos seus salários assim que são pagos.

Vale lembrar que a plataforma oferece ainda serviços de folha de pagamento, compliance, benefícios e outros recursos ​​necessários para contratar e gerenciar uma equipe internacional. A missão da Deel é tornar o trabalho remoto mais acessível para equipes e empresas em todo o mundo e construir a melhor experiência de funcionário do mercado.

As pequenas e médias empresas também estão no radar da startup. Em novembro, a empresa promete lançar uma funcionalidade que vai facilitar e muito a vida de PMEs na contratação de profissionais de outros países. 

ANÁLISES

Veja todas as análises