fbpx

Junte-se agora e acesse (antes de todos) as principais notícias de tecnologia e startups. clique aqui

Creditas vai financiar motos elétricas ao investir R$ 95 milhões na pernambucana Voltz

Esse é o maior investimento já feito pela fintech e faz parte de uma rodada de R$ 100 milhões com participação do UVC, fundo do Grupo Ultra

Por Fabiana Rolfini, em 24 de maio de 2021

0Shares

A Creditas continua empenhada em ganhar escala no mercado de veículos. Após colocar no ar sua operação própria de compra e venda de carros, a Creditas Auto, a fintech vai lançar o financiamento de motocicletas elétricas. A novidade é resultante do maior investimento já feito pela empresa: R$ 95 milhões na Voltz, montadora de motos pernambucana com lojas-conceito em São Paulo e Recife, e mais de 30 showrooms em todo o país.

O aporte faz parte de uma rodada de R$ 100 milhões, que também teve a participação do UVC, fundo de venture capital do Grupo Ultra, mais conhecido pelas empresas Ipiranga, Ultragaz e Ultracargo. O dinheiro obtido apoiará os planos de crescimento da Voltz na América Latina. A startup pretende ainda melhorar a cadeia de suprimentos, abrindo mais lojas-conceito e showrooms em cidades consideradas estratégicas (sem dar nome aos bois).

“O investimento na Voltz é a nossa maior aposta até agora e confirma nossa convicção de que a inovação em serviços financeiros precisa estar intimamente ligada ao progresso tecnológico e à migração dos motores a combustão para elétricos”, diz Sergio Furio, fundador e presidente da Creditas.

Segundo a fintech, a parceria com a montadora permitirá oferecer aos clientes o financiamento de motocicletas elétricas com modelos de crédito customizados, utilizando internet das coisas (IoT), além de criar um canal de vendas para a Voltz, incluindo o ecossistema digital Creditas @Work com empresas parceiras e a nova rede de showroom da Creditas Auto.

Também será criado um mercado proprietário para motocicletas usadas que usará os recursos de recondicionamento do espaço físico da Creditas Auto em Barueri, oferecendo uma proposta de maior valor para clientes de baixa renda.

“Acreditamos que a Voltz será capaz de redefinir o mercado e em breve criar modelos de assinatura alternativos, semelhantes às soluções de telefonia lançadas pela Apple”, acrescenta Furio.

Jornalista com 10 anos de experiência no mercado de TI corporativa dedicados à apuração e produção de reportagens sobre tecnologia, negócios, finanças e carreira, incluindo a cobertura de eventos internacionais. Tem passagens por veículos e empresas de mídia de destaque do segmento, como TI Inside e IT Mídia.