fbpx
Compartilhe

O nível de desemprego no Vale do Silício atingiu seu pico histórico, superando até mesmo o período da Grande Recessão. Segundo dados compilados pelo Joint Venture Silicon Valley, índica chegou a 11,6% em abril, 1,1 ponto percentual acima do recorde anterior, registrado em meados de 2009. Em 2019, o desemprego tinha chegado à sua mínima histórica, em 2%.

desemprego vale do silicio
Variação mensal do desemprego no Vale do Silício

Segundo dados preliminares do Departamento de Emprego da Califórnia (EDD), o desemprego nos EUA em abril ficou em 14,4% e no estado da Califórnia como um todo em 16,1%. No Brasil, a taxa subiu para 12,2% no primeiro trimestre – contra 11% no fim de 2019.

“Os números são impressionantes, apesar de não serem uma surpresa dada a crise mundial de saúde pela qual estamos passando e pelo fechamento de todos os negócios não-essenciais desde meados de março”, disse Rachel Massaro, diretora de pesquisa do Joint Venture Silicon Valley, em comunicado.

“Pensar que mais de 160 mil residentes do Vale estão desempregados é absolutamente surpreendente. E fica ainda mais pesado sob o contexto de quantas pessoas já tinham dificuldades de se sustentar mesmo antes da pandemia, com quase um terço das residências incapazes de atender suas necessidades básicas sem algum tipo de auxílio”, completou.

O Vale é conhecido por ser o berço de empresas de alta tecnologia, com salários também super-altos, mas, tem, é claro, outras atividades econômicas, e um grande número de pessoas que ganha pouco. E, segundo Rachel, essa camada da população, que atua em serviços e tem empregos que exigem contato pessoal, está sendo desproporcionalmente afetada. “Essas pessoas têm mais propensão a serem inquilinos e quase 25% de quem alugava um imóvel no Vale antes da pandemia estava sobrecarregada com o custo de moradia, gastando mais da metade de sua receita bruta com aluguel”, disse. Rachel.

De acordo com ela, um “sinal positivo” é que a maioria das pessoas sem trabalho foi temporariamente dispensada, ou teve seu contrato suspenso, o que leva a crer que muitas voltarão às suas atividades assim que as restrições forem suspensas.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões