fbpx
Compartilhe

Ainda na linha dos unicórnios em ação, o mais recente deles, a curitibana Ebanx, entrou na guerra das maquininhas com a compra da JoyPay.

Contexto: Atuar no mundo físico parece ser uma extensão de atuação natural para uma empresa que já tem um alcance considerável no mundo digital. O passo adiciona complexidade à operação e pode levar a gastos mais elevados de marketing dependendo do nível de agressividade que a companhia deseje imprimir ao negócio. O mercado de maquininhas está bem tumultuado, mas ainda apresenta boas margens e tem espaço para crescer.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões