fbpx
Compartilhe

O volume de fusões e aquisições nos segmentos financeiro e seguros cresceu 85% até agosto. Foram 204 transações que movimentaram um total de R$ 29,8 bilhões, de acordo com dados da plataforma Transactional Track Record (TTR). De janeiro a agosto do ano passado, foram 110 operações e R$ 24 bilhões transacionados.

O relatório mostra que, do total, 29% dos aportes foram investimentos seed, 55% ocorreram no estágio de early stage e 10% no estágio de late stage. Considerando as rodadas de investimento por fundos de venture capital, foram 89 transações, aumento significativo de 111% em relação ao ano passado. Elas representaram 43% do total, somando R$ 12,7 bilhões.

No âmbito cross-border (além das fronteiras) foram 81 transações. Estados Unidos foram o país que mais investiu no Brasil, com 52 negócios. Reino Unido e Argentina fizeram 10 operações cada por aqui. Como gentileza gera gentileza, os brazucas também escolheram os EUA para investimentos, com 7 operações, seguido pelo México, com 2.

Maior aporte

Considerando a maior transação entre janeiro e agosto, adivinha quem foi agraciado? Ele mesmo, Nubank. Em junho, o neobank conseguiu mais US$ 750 milhões em uma extensão da série G feita no início do ano. Com isso, atingiu valuation de US$ 30 bilhões. A rodada foi liderada pelas norte-americanas Berkshire Hathaway e Sands Capital, e seguido pelas brasileiras, Verde Asset Management e Absoluto Partners.

ANÁLISES

Veja todas as análises