fbpx
Compartilhe

A Infracommerce, empresa que atua no conceito de Customer Experience as a Service (CXaaS) no Brasil, anuncia a compra de sua rival Synapcom por R$ 1,2 bilhão. Do total, R$ 773 milhões serão pagos em dinheiro e R$ 430 milhões em ações, com a emissão de 27 milhões de papéis da companhia.

O anúncio exaltou os ânimos do mercado. Nesta manhã, as ações ordinárias da Infracommerce disparavam 11,55%, negociadas a R$ 17,96 na B3. Essa é a maior aquisição feita pela empresa até hoje, apenas 4 meses após seu IPO.

“Com a Synapcom, vamos oferecer uma escala ainda mais disruptiva para marcas e indústrias, fundamental para elas vencerem em suas jornadas digitais, priorizando sempre a experiência excepcional do consumidor final”, disse Kai Schoppen, presidente e fundador da Infracommerce, em nota.

Atualmente, a Synapcom movimenta mais de 15 milhões de itens em sua operação e possui uma carteira de mais de 60 clientes, incluindo Samsung, Phillips e Goodyear. Juntas, as empresas prometem oferecer uma solução integrada que combina plataforma omnichannel, dados, fintech e fulfillment.

A conclusão da transação ainda depende da implementação de determinadas condições precedentes usuais a esse tipo de operação.

Foco no B2B

Com a compra da Synapcom, a Infracommerce fecha o 1º ciclo de investimentos anunciados no IPO e passa a contar com uma receita recorrente anual de R$ 710 milhões, cerca de 3x maior que a receita total de 2020.

O foco dos próximos investimentos, além da expansão do omnichannel B2C, é no segmento de abastecimento B2B, onde a companhia vê grandes oportunidades de crescimento acompanhando o boom deste mercado.

ANÁLISES

Veja todas as análises