fbpx
Compartilhe

O banco Inter anunciou a conclusão da compra da fintech Usend, criada nos EUA pelo brasileiro Fernando Fayzano, como parte de seu plano de internacionalização. A finalização da aquisição, iniciada em agosto de 2021, ocorre após a autorização de órgãos regulatórios brasileiros e norte-americanos. O valor da transação não foi divulgado.

A compra deve ajudar o banco brasileiro liderado por João Vitor Menin a expandir seu super app para mercados globais de forma gradual. A Usend é uma instituição financeira regulamentada nos Estados Unidos, e oferece serviços financeiros, como remessas internacionais, e não-financeiros. A companhia está em processo de aquisição de licenças para operar no Reino Unido, Portugal e Suíça.

O marketplace do Inter foi lançado nos Estados Unidos em 2021 e, no segundo semestre deste ano, a empresa deve ofertar produtos para residentes norte-americanos, como uma conta digital.

Até lá, a prioridade na integração entre o Inter e a Usend será a oferta de uma conta internacional para brasileiros, algo que outros neobanks, como o C6 Bank, já oferecem. O produto do Inter deve incluir funcionalidades como transferências e pagamentos nos EUA, saque em dólar em território norte-americano, além de cartão de débito virtual.

“Estamos unindo forças com a Usend para conquistar milhões de pessoas pelo mundo. Queremos levar todos os nossos produtos que já simplificaram a vida de 16 milhões de pessoas no Brasil para outras geografias, começando pelos Estados Unidos. A conta internacional é o início deste caminho”, afirma Menin, em nota.

O Inter diz ter uma carteira de crédito ampliada de  R$ 16 bilhões, patrimônio líquido de  R$ 8,6 bilhões e R$ 33,67 bilhões em ativos totais. Atualmente, a empresa tem 16 milhões de clientes, atendidos por serviços bancários, investimentos, crédito e seguros. Além disso, tem um marketplace online com grandes varejistas do Brasil e dos Estados Unidos.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões