fbpx
Compartilhe

A Investidores.vc está com dinheiro no caixa para dar os próximos passos na expansão de sua rede de investimentos-anjo para startups. O negócio fundado pelo ex-presidente da ABStartups, Amure Pinho, levantou R$ 2,9 milhões na rodada que a empresa abriu em março, dentro da própria plataforma.

“Nosso teto era levantar R$ 2,5 milhões, mas quando chegamos aos R$ 3,4 milhões fechei a plataforma. Então fiz um recap, reduzi 20% do valor total do cheque, e ficamos com R$ 2,9 milhões”, revelou Amure ao Startups, surpreso com a resposta do público ao chamado que fez. Aliás, a captação foi finalizada em 12 dias, bem menos do que os 30 a 45 dias que o fundador esperava.

Com o aporte, a Investidores.vc começa a focar nos seus planos de crescimento. De acordo com Amure, um dos planos para o curto e médio prazo é aprimorar a tecnologia por trás da plataforma de captação para startups, agregando novos recursos. Recentemente a empresa lançou uma ferramenta de diagnóstico onde a startup preenche um formulário, gerando na plataforma um report das áreas que merecem atenção a fim de ter um negócio mais robusto na hora de buscar investimento.

Numa visão mais à frente, o plano maior da companhia é o de construir um fundo seed próprio e o de se transformar em uma gestora. “Queremos ser uma XP das startups”, disparou Amure, ressaltando que este movimento ainda depende de outros fatores, como regulações pendentes junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Amure Pinho, fundador da Investidores.vc

Atualmente, os aportes da plataforma ficam na casa de R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão. Com o fundo, a ideia é subir o cheque para R$ 2,5 milhões a R$ 4 milhões e investir em companhias com receita superior a R$ 250 mil por mês, saindo do investimento anjo e indo para pré-seed e seed.

Ainda sobre o fundo, Amure revela que a captação dele deve acontecer no segundo trimestre de 2023, e conforme ele destacou ao Startups em entrevista em março, assim que resolver toda a parte burocrática, o plano é o de reunir R$ 50 milhões para investir. “Estamos contratando um escritório de advocacia, levando a sério todo o processo”, pontua.

Acabou o queima-queima

Ao falar do atual cenário para investimentos, Amure afirma que o momento é de correção de rota, e que no Brasil o momento ainda é bom para investimentos em early stage, como é no caso da sua plataforma. “Existe uma crise inflacionária, e startups B2C devem sofrer. As demissões são o mercado se preparando, e as startups entenderam que a regra do jogo é lucro, acabou o queima-queima”, avalia.

Apesar de tudo, 2022 tem sido um ano marcante para a plataforma de investimento-anjo: em março a Investidores.vc inaugurou sua sede em São Paulo, realizando neste meio tempo 5 imersões de formação para investidores, aumentando seu pool em poucos meses para cerca de 230 membros. Mais 10 imersões estão programadas para acontecer até o final do ano, o que deve aumentar este número.

Desde a sua fundação, a Investidores.vc já soma mais de R$ 18 milhões captados para startups. Na lista de startups investidas estão 38 empresas como Flapper, Viralize, bxblue, EasyJur e Congresse.me. O grupo soma 7 exits como a venda da Singu para a Natura, da Gama Academy para a Anima Educação e da Bagy para a Locaweb.

(com Fabiana Rolfini)

OPINIÃO

Veja todas as opiniões