fbpx
Compartilhe

O Endeavor Catalyst, braço de investimento de venture capital da organização sem fins lucrativos de fomento ao empreendedorismo Endeavor, anunciou a conclusão da captação de US$ 290 milhões para o seu quarto fundo, o maior de sua história.

Um grupo de mais de 100 investidores apoiou o novo veículo, incluindo o co-fundador do LinkedIn, Reid Hoffman, e o co-fundador da empresa de data warehousing na nuvem Snowflake, Marcin Zukowski, que fizeram a maior parte das contribuições.

Desde 2012, o Endeavor Catalyst já investiu em 49 empresas, muitas das quais viraram unicórnios, como a empresa de tecnologia Globant. O fundo fez 23 exits até o momento e se aliou a mais de 120 parceiros de co-investimento.

O foco geográfico do fundo é, em sua maioria, mercados emergentes como o Brasil e Indonésia. Com o novo fundo, a ideia é entrar em novos mercados, como o Paquistão.

“Quando entrei na Endeavor em 2014, tínhamos apenas um fundo com cerca de US$ 30M e um grande sonho. O sonho está perto de se tornar realidade e tudo graças aos nossos empreendedores, em quem não só investimos, mas também investem em nós”, disse o presidente da Endeavor, Adrian Garcia-Aranyos, em uma publicação no LinkedIn.

“O objetivo é claro: ser a primeira organização sem fins lucrativos autossustentável do mundo – isso merece ser lido duas vezes”, acrescentou.

No portfólio de investimentos do Endeavor Catalyst no Brasil, estão empresas como a HRtech Gupy, as healthtechs Alice e Beep Saúde e a startup de inteligência do cliente Birdie. Além disso, investiu nos unicórnios Ebanx, Creditas, Hotmart, Mercado Bitcoin e RD Station, entre outros. Também apoiou a IguanaFix, empresa argentina de montagem de móveis vendida para a brasileira MadeiraMadeira em abril.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões