fbpx
Compartilhe

O Magalu fechou sua quinta aquisição do ano. O alvo dessa vez foi a Stoq, uma startup de São Carlos que desenvolve sistemas e equipamentos usados para pagamento em pontos de venda. Um modelo semelhante ao da americana Stripe. O valor da operação não foi revelado.

A companhia nascida em 2015 e que tem como clientes a rede de sorveterias e Baccio di Latte e a marca Uncle K, de acessórios, será integrada ao Luizalabs, braço de desenvolvimento de tecnologia do Magalu.

O Magalu vem fazendo aquisições para se posicionar não só como um varejista, mas como uma plataforma de tecnologia para o varejo, se alavancando dentro do modelo de marketplace. Em 2019 a companhia fez uma oferta de ações na qual levantou R$ 4,2 bilhões para financiar essa expansão. Em 2020, a companhia fez 5 aquisições na área de tecnologia. Além da Stoq, foram adquiridas a Estante Virtual, a startup Hubsales, a plataforma de geolocalização da Inloco Media e o portal Canaltech.

As tecnologias da Stoq serão oferecidas dentro do Magalu as a Service (MaaS), um pacote oferecido aos parceiros da rede, “levando digitalização para as lojas físicas desses pequenos e médios negócios”. “A startup vai possibilitar, por exemplo, que pequenos varejos e prestadores de serviço aceitem em suas lojas físicas pagamentos com a carteira digital do Magalu, o Magalu Pay”, informou a varejista em comunicado. Companhias de outros segmentos que não vendem seus produtos pelo Magalu, como restaurantes, estabelecimentos de saúde e beleza e supermercados também poderão contratar as tecnologias.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões