fbpx
Compartilhe

Nubank fechou o ano de 2019 com crescimento de receita, clientes e do prejuízo. O neobank registrou receita bruta de R$ 2,1 bilhões, crescimento de 1,9 vezes, com uma base de clientes de 19,7 milhões, expansão de 3,3 vezes (média de 40 mil novos clientes por dia).

A expansão custou (bastante) dinheiro. O prejuízo chegou a R$ 312,7 milhões, contra R$ 100,3 milhões de 2018. “Nosso resultado líquido é diretamente ligado ao nosso ritmo de crescimento: escolhemos investir, crescer e oferecer serviços a mais pessoas”, escreveu a companhia em seu blog.

Tá, mas e daí? O Nubank tem feito um bom trabalho na conquista de clientes. Mas por ainda ser uma marca em desenvolvimento, precisa gastar muito na aquisição de cada um deles. Além disso, sua oferta de produtos ainda é limitada, o que reduz as opções de ganho com o que os bancos mais sabem usar para lucrar: a diferença entre o que ele ganha e o quanto ele “paga” pelo dinheiro em forma de remuneração aos correntistas, o famigerado spread bancário.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões