fbpx
Compartilhe

Com o caixa cheio de seu IPO, a Méliuz não parece querer colocar o pé no freio tão cedo. A empresa anunciou a compra de 100% da Promobit por R$ 13 milhões. É a 3ª aquisição feita pela companhia desde sua chegada à B3 em novembro/20. O anúncio chega pouco mais de uma semana após a compra da fintech Acesso, e 3 meses depois dela assumir o controle da polonesa Picodi.com, plataforma integrada de marketplace e serviços financeiros.

De acordo com a Méliuz, a aquisição do Promobit amplia a sua capacidade de estar mais presente nas tomadas de decisão do consumidor. A compra também deve minimizar seus gastos com a aquisição de novos usuários.

Fundado em 2013, o Promobit é uma plataforma que promove a troca de informações e opiniões sobre produtos e promoções entre usuários. No ano passado, ultrapassou a marca de 1 milhão de membros cadastrados (site, aplicativo e extensão para navegador). A receita líquida da empresa em 2020 foi de R$ 5,2 milhões e o GMV (volume bruto de mercadorias), de R$ 160 milhões.

Segundo fato relevante, o valor da aquisição está sujeito a ajustes, e os sócios do Promobit terão direito a receber eventual earn-out, dependendo do atingimento de certas metas financeiras apuradas pela empresa comprada.

A transação segue para aprovação dos acionistas em assembleia geral extraordinária, ainda a ser convocada.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões