fbpx
Compartilhe

A fintech Stori, que oferece cartões de crédito para populações carentes no México, entrou para o clube dos valuations bilionários depois de captar US$ 150 milhões. O aporte é uma extensão da série C anunciada em novembro e avalia a startup em US$ 1,2 bilhão.

Do total, US$ 50 milhões foram obtidos por investimento de risco coliderado por BAI Capital, GIC e GGV Capital. Os fundos Lightspeed Venture Partners, General Catalyst, Vision Plus Capital, Goodwater Capital e Tresalia Capital também participaram do round. Os outros US$ 100 milhões vieram de uma linha de crédito da gestora Davidson Kempner.

Segundo a Stori, os recursos serão utilizados para investir no crescimento da equipe e ampliar a oferta de produtos além dos cartões de crédito. A companhia emprega hoje mais de 200 profissionais e mais de 400 funcionários de suporte e serviço. A startup também planeja expandir seu alcance geográfico na América Latina para atingir 100 milhões de consumidores.

“Esta nova rodada de investimentos é um marco importante e nos aproxima de nossa visão de mudar a vida de milhões de pessoas que atualmente são mal atendidas por instituições financeiras tradicionais”, disse Bin Chen, CEO e cofundador da Stori, em comunicado. “Esperamos desempenhar um papel importante na democratização do acesso ao crédito, facilitando a vida de nossos clientes e apoiando o crescimento econômico em toda a América Latina.”

A Stori foi criada em 2018 e soma mais de 1,4 milhão de clientes ativos no México. No ano passado, a fintech já havia captado US$ 200 milhões, dividido entre US$ 125 milhões de financiamento e US$ 75 milhões em linha de crédito.

Crescendo na crise

A notícia chega em meio à turbulência macroeconômica e  desaceleração no ritmo de aportes. “A capacidade da Stori de aumentar esta rodada em um momento de incerteza econômica demonstra a confiança do investidor na Stori e em sua missão”, disse Annabelle Long, sócia fundadora da BAI Capital, em nota. “A Stori se distingue de seus concorrentes por sua equipe forte, execução disciplinada e capacidade inigualável de atender aos sem conta bancária.”

Com a Stori, a Classe de 2022 de unicórnios latinos passa a contar com 8 nomes. Já tinham chegado a esse status a Habi, a Dock, Technisys, Neon, Betterfly, Kushki e a também mexicana Nowports.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões