fbpx
Compartilhe

O Magazine Luiza anunciou agora pela manhã ter fechado duas novas aquisições para fortalecer sua presença no mundo digital e entrar no mundo da publicidade on-line. Com o site Canaltech e com a InLoco Media, o varejista estabeleceu uma divisão batizada de MagaluAds.

O fechamento dos negócios está sujeito a determinadas condições estabelecidas em contrato, mas não à aprovação do Cade.

“O MagaluAds está inserido no pilar estratégico “Magalu ao seu Serviço” e complementa as iniciativas que já  são  oferecidas  aos  pequenos  e  médios  varejistas  que  se  conectam  por  meio  do  Parceiro Magalu. É mais um importante passo na estratégia da Companhia de digitalização do varejo brasileiro”, informou o Magalu em comunicado enviado à CVM.

A publicidade tem virado uma ferramenta importante para os varejistas que operam com o modelo de marketplace na medida que seus sites se tornem veículos de mídia para que as marcas e varejistas menores que estão embaixo de seu guarda-chuva conversem com os consumidores.

Nos EUA, a Amazon já se tornou o terceiro maior vendedor de publicidade, atrás do Google e do Facebook. Na América Latina, o Mercado Livre também tem tentado avançar nesse sentido, com o Mercado Ads.

Canaltech

Com a compra do Canaltech, um site especializado em acompanhar o mundo da tecnologia, o Magalu ganha um alcance mensal de 24  milhões  de  visitantes  únicos. No YouTube são 2,5 milhões de inscritos, e um total de 420 milhões de exibições, uma média de oito milhões de visualizações mensais. O site é o segundo maior do mercado, atrás do Techtudo, que pertence à Globo.

O Magalu e o Canaltech têm um relacionamento desde 2018, pelo qual o site indica links para compras na varejista quando fala de um produto (o chamado programa de afiliados).

“Com a  aquisição  do  Canaltech,  o  Magalu  passa  a  ter  uma  das  maiores  audiências  da  internet brasileira,  com  mais  de  80  milhões  de  visitantes  únicos  mensais,  e  supera  a  marca  de  5  milhões  de usuários inscritos nos seus canais do Youtube (números sob análise de sobreposição)”, disse a empresa em comunicado.

InLoco Media

A outra operação foi a compra da InLoco Media, a divisão de publicidade on-line, baseada em geolocalização, da companhia. “Este serviço possibilita aos  varejistas  conectados  ao  Parceiro  Magalu  a  oportunidade  de  investir  no  MagaluAds  para  atrair mais tráfego e, consequentemente, mais clientes às suas lojas físicas”, informou a companhia.

O negócio de mídia, que foi a gênese da empresa pernambucana, deixou de ser seu negócio principal no início da pandemia. Com a retração causada pela pandemia, a companhia acelerou seus planos de migrar para a oferta de produtos de segurança e identificação no mundo digital e lançou a Incognia.

Com essa virada, a InLoco havia transformado o produto de mídia em uma tecnologia disponível no modelo de software livre.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões