fbpx

Junte-se agora e acesse (antes de todos) as principais notícias de tecnologia e startups. clique aqui

Neon fecha sua conta para empresas – mas mantém atendimento a MEI

Por Gustavo Brigatto, em 14 de abril de 2021

0Shares

Em e-mail enviado a clientes, o Neon anunciou o encerramento de sua conta para empresas a Neon Pejota, passando a atuar apenas com microempreendedores individuais (MEI). O fim das operações acontecerá em 17 de maio.

“Temos uma mudança importante para você!”, diz e-mail enviado a correntistas. “Comunicamos que a partir de 17/05/2021 a Neon Pejota será descontinuada em todas as suas plataformas (app e website). Com isso, sua conta será encerrada não permitindo mais movimentações”, encerra a mensagem.

Em comunicado, o Neon disse que a Pejota representava menos de 1% do total de clientes do segmento pessoa jurídica. “Com isso a Neon poderá focar seus esforços para atender ainda melhor o cliente MEI trazendo soluções adequadas para esse público como maquininha, cartão de crédito, boleto turbinado e pagamento do imposto mensal em um clique, além das melhores taxas do mercado. Os clientes de contas PJ foram comunicados com um prazo de 30 dias úteis para retirar o dinheiro da conta”, disse a companhia.

A conta para MEI foi lançada em 2020 depois da da compra da MEI Fácil, um ano antes. A categoria tem características muito parecidas com as de uma conta pessoa física, já que o MEI é uma pessoa física. Por isso, tocar esse segmento tem características mais parecidas com as de uma conta individual, área em que o Neon conseguiu montar uma operação bem estruturada desde sua fundação em 2016.

A Neon Pejota tinha sido lançada oficialmente em 2018, depois de mais de um ano de desenvolvimento e testes. Na época, o Neon disse que mais de 1.000 empresas participaram do teste. A conta foi uma das primeiras voltada a pequenas empresas a ser lançada em formato digital e sem cobrança de tarifas e atraiu principalmente outras startups. “Eles tentaram de todo jeito, mas não acharam modelo de crédito, não acharam um modelo de adquirir cliente num custo adequado. Tomaram muita porrada. No final, não deu”, disse o executivo de um banco digital voltado a empresas.

O anúncio do encerramento do serviço acontece uma semana depois de o Neon ter conseguido licença do Banco Central para atuar como Instituição de Pagamento (IP). Com isso, ele poderá liquidar operações e oferecer novos produtos por conta própria, reduzindo a dependência do seu parceiro, o banco BV. Atualmente, o Neon tem 11 milhões de clientes.

Em setembro do ano passado, o Neon recebeu uma série C de R$ 1,6 bilhão (US$ 300 milhões) liderada pela General Atlantic (GA) – que também tinha liderado a rodada anterior, feita em setembro de 2019.

Jornalista com mais de 15 anos de experiência acompanhando os mundos da tecnologia e da inovação, com passagens pelo DCI, Sebrae-SP, IT Mídia e Valor Econômico. Fundador e Editor-Chefe do Startups.com.br.

error: Alerta Conteúdo Protegido