fbpx
Compartilhe

Não basta levantar uma rodada – tem que fazer com estilo. Para se firmar no disputado mercado das fintechs, a NG.Cash acabou de captar um seed de US$ 10 milhões. Uma das maiores rodadas deste tipo registradas no país, o dinheiro saiu de investidores conhecidos como Andreessen Horowitz (a16z) e monashees.

O aporte contou também com a participação da 17Sigma, do fundador do unicórnio argentino Ualá. Também estão na rodada os fundadores de outros unicórnios como BREX, Rappi, Movile e Wildlife, a Norte Ventures, e fundadores de Eleva e Trybe, do ramo da educação.

O aporte será usado na atração de talentos, desenvolvimento e avanços na camada regulatória do app e ampliar a oferta de produtos. Além disso, a empresa planeja aumentar seu investimento em marketing, que até então era praticamente todo proveniente de tráfego orgânico.

Com sua proposta de entregar um app de serviços financeiros (Pix, cartão de crédito pré-pago, gerenciamento de mesada e cartão virtual) voltado ao público jovem – mais especificamente o da geração Z – a startup conquistou mais de 900 mil usuários em cerca de um ano. Segundo o fundador e CEO da NG.Cash, Mario Augusto Sá, o crescimento do mercado é reflexo da cada vez mais precoce emancipação digital da nova geração.

Ele mesmo é um exemplo disso: com apenas 24 anos, já está em seu terceiro empreendimento, e abriu a NG.Cash em agosto do ano passado com os sócios Luis Felipe Carvalho, Petrus Arruda e Antônio Nakad, a partir de um investimento pré-seed de US$ 400 mil.

Mario Augusto Sá, CEO da NG.Cash. (Foto: Divulgação)

“Assim como foi com a gente, a geração Z começa a ganhar dinheiro cada vez mais cedo. Por isso, é muito importante oferecer recursos que proporcionem autonomia financeira logo no início da vida. Criamos a NG.Cash a partir das nossas necessidades, muito relacionadas à dor real dessa geração que é nativa digital e possui novos hábitos em relação às gerações anteriores”, explicou o CEO em nota.

“Ficamos muito impressionados com a capacidade do time em atingir números expressivos e de forma orgânica, mesmo com o pouco capital levantado até então. Dado o histórico dos fundadores, a usabilidade diferenciada do produto e seu profundo entendimento sobre a geração Z, nós temos total confiança na capacidade do time em construir produtos e serviços financeiros que terão grande impacto na vida das pessoas por décadas”, afirmou o general partner da Andreesen Horowitz, David Haber, em comunicado.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões