fbpx
Compartilhe

Novo Coronavírus?

Loft fechou um acordo com a Rappi que dará frete gratuito em compras em farmácia e supermercado para moradores de cerca de 500 prédios onde a Loft e seus parceiros DecoratiIzidoor e Uotel atuam em São Paulo e no Rio. São mil códigos que estarão disponíveis até 29 de março.

Entre as medidas para conter a disseminação do vírus, a Prefeitura do Rio proibiu o transporte de passageiros intermunicipal por motoristas de aplicativos. O Uber diz está em contato com as autoridades locais e que vai seguir as orientações para ajudar a impedir a propagação do coronavírus.

Falando em aplicativos, Grow e Uber anunciaram a suspensão de seus serviços de patinetes. A Buser foi na mesma linha.

Um grupo de presidentes de empresas, liderado pela Magnetis e pela Endeavor, se inspirou no movimento #StoptheSpread, e lançou um movimento para que empresários e empreendedores se comprometam no combate à pandemia. Quem quiser participar pode aderir por aqui.

iFood vai antecipar R$ 600 milhões de recebíveis aos restaurantes cadastrados no seu aplicativo em um prazo de 7 dias sem cobrar a taxa que cobrava anteriormente, entre abril e maio. O normal sem taxa é de pagamento em 30 dias. A companhia também vai usar R$ 50 milhões para distribuir a restaurantes de pequeno porte que tenham seu fluxo de caixa comprometido pela queda na demanda por conta da pandemia.

Rappi também reduziu o prazo de pagamento para os restaurantes: foi de 14 para 7 dias.

Tá, mas e daí? Ações de empresas em tempos de crise sempre deixam aquela sensação de jogada de marketing, tentativa de tirar proveito da situação. Mas a outra opção, não fazer nada, é simplesmente inviável neste momento. Se as startups estão aí para mudar o mundo, este é o melhor momento para fazer isso acontecer, mostrar que tudo o que se falou até agora é de verdade. Claro que essa capacidade de ação está limitada à capacidade de geração e gerenciamento de caixa neste momento. E este, talvez, possa ser um outro papel importante para as startups exercerem nesse momento: levantar a voz juntas e dizer, geramos empregos e inovação e precisamos de ferramentas para passar por isso. A SELIC já está baixa e existe liquidez no mercado. Só falta fazer com que isso se traduza em linhas de crédito acessíveis mesmo às empresas menores.

ANÁLISES

Veja todas as análises