fbpx

Junte-se agora e acesse (antes de todos) as principais notícias de tecnologia e startups. clique aqui

Rappi entra no segmento de viagens

Por Gustavo Brigatto, em 8 de outubro de 2020

0Shares

O Rappi anunciou hoje o início de sua atuação na área de turismo. Com o Rappi Travel, os usuários do aplicativo vão poder comprar passagens de ônibus, avião e hospedagem. Em breve também serão incorporadas as opções de aluguel de carro e compra de ingressos.

A atuação como Online Travel Agency (OTA) faz parte do plano da companhia de se tornar um superaplicativo, com serviços que possam ser usados pelas pessoas o dia todo.

Para entrar na nova categoria, o Rappi já fechou acordos com companhias aéreas nacionais e internacionais, redes de hotéis (Atlantica, Bourbon, Nacional Inn, Wyndham e GJP Hotels & Resorts) assim como serviços de reserva (Hotelbeds, Expedia e Hoteldo). Também foram feitos acordo com os programas de pontos Livelo, TudoAzul e Dotz. Para o transporte rodoviário a companhia trouxe a ClickBus.

A princípio não haverá a oferta de pacotes, apenas de compras avulsas. De acordo com Sérgio Saraiva, presidente do Rappi no Brasil, a ideia é que as ofertas sejam apresentadas de acordo com as preferências dos usuários, levando em consideração seu perfil de uso do aplicativo.

“A função estava pronta para ser lançada durante a pandemia. Mas seguramos. Agora estamos lançando em momento importante de retomada da atividade econômica, do turismo. Queremos ajudar nesse processo, acelerar o crescimento”, disse Sérgio Saraiva, presidente do Rappi no Brasil, durante evento (virtual) com jornalistas. De acordo com ele, já foram vendidas 1,5 mil passagens no período de testes do Rappi Travel, o que superou as expectativas da companhia.

Para incentivar o uso, nos primeiros 90 dias, as compras feitas dentro do aplicativo vão gerar um cashback de 20%. A recompensa poderá ser usada para outras compras feitas dentro do aplicativo.

O Rappi Travel estará disponível inicialmente apenas no Brasil e será expandida para os outros oito países em que a companhia atua na América Latina em breve.

De acordo com Saraiva até o fim do ano o Rappi vai apresentar uma modalidade de atendimento de empresas. A atuação no segmento está em fase de testes.

Perguntado sobre a nova rodada de investimento recebida pela companhia, Saraiva disse que o aporte teve como objetivo reforçar o caixa para avançar nos países em que a companhia já atua e também investir na entrada em novos segmentos.

Com as viagens, o Rappi passa a oferecer 10 serviços diferentes. O aplicativo tem hoje mais de 600 mil lojas de 100 mil marcas em toda a América Latina. A companhia diz ter atendido cerca de 7 milhões de usuários na região em agosto.

Jornalista com mais de 10 anos cobrindo tecnologia e inovação no Valor Econômico. Fundador e editor do startups.com.br.