fbpx

StartSe e GO.K criam WeBridge, com foco em digitalização de negócios tradicionais

Compartilhe

A StartSe começou a semana com novidades. Em parceria com a aceleradora de transformação digital GO-K, a plataforma de conhecimento da nova economia anunciou a criação da WeBridge, empresa com foco no impulsionamento da digitalização de negócios tradicionais.

Segundo as duas empresas, a ideia é ajudar companhias a atravessar o “abismo” entre os modelos de negócios tradicionais e as novas abordagens digitais. A proposta de valor da WeBridge inclui uma metodologia de transformação digital e um envolvimento no mapeamento de oportunidades, desde o desenho da solução digital até a sua efetiva implementação.

“Com esse movimento, ampliamos de forma significativa nosso impacto de transformação de nosso ecossistema, indo definitivamente para além da educação. Muitos de nossos clientes constroem ótimos planos após nossos treinamentos, porém muitos não conseguem dar o passo efetivo de transformação digital”, afirma Piero Franceschi, sócio da StartSe.

“Queremos ser essa ponte, colocando os negócios de nossos clientes em um próximo nível de competitividade. A WeBridge vem para conectar bons planos estratégicos com novas realidades efetivamente digitais”, acrescenta.

A expectativa é que o faturamento da nova empresa chegue a R$30 milhões até o fim de 2023. Até o fim do ano, a WeBridge espera impactar mais de 30 negócios ainda na sua fase de piloto, e já fechou dois contratos. Um dos novos clientes é uma varejista na região nordeste do país que busca entender como construir novos canais digitais; o outro cliente é do segmento de commodities, que contratou a empresa para descobrir com profundidade a jornada dos clientes e como criar experiências que agreguem mais valor ao negócio.

Para Cristiano Kanashiro, CEO e founder da GO-K, a WeBridge tem a missão de ser um facilitador no processo de inovação dentro das empresas. “Em linhas gerais entendemos as dores dos negócios, desenhamos a estratégia com foco em design de serviços e materializamos em novas possibilidades, produtos e serviços digitais”, ressalta o executivo. “Em um mercado extremamente volátil, as mudanças são constantes, mas estamos preparados para ir além da transformação digital e ajudar as empresas a se reinventarem para conseguirem sobreviver as mudanças.”

A criação da WeBridge vem sete meses após um aporte de R$ 75 milhões da Pátria Investimentos. Movimentos relevantes da StartSe nos últimos meses incluem operações como o investimento no marketplace de soluções digitais para pequenas e médias empresas Digitaliza.ai. Além disso, a empresa fez a aquisição da fábrica de software Gempe, por R$ 6 milhões, e assumiu 40% da Snaq, plataforma de inteligência e insights pertencente à Fisher Venture Builder.

E não vamos esquecer o investimento de R$1 milhão feito com a Conta Simples neste Startups, anunciado em novembro do ano passado, com o objetivo de nos ajudar a criar a referência na cobertura dos assuntos ligados à nova economia no Brasil e em toda a América Latina.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões