fbpx
Compartilhe

O congelamento nas contratações e enxugamento da folha de pagamento tem sido um assunto recorrente entre as startups nas últimas semanas como forma de reduzir a queima de caixa e manter as luzes acesas durante a pandemia – na expectativa de chegar vivo ao fim dela.

Ao mesmo tempo, tem gente com vagas em aberto e que continua contratando. “Vínhamos procurando um CTO para uma startup do portfólio fazia uns seis meses. Só conseguimos fechar um nome agora. Tem muita gente boa ficando disponível”, disse o gestor de um fundo.

Para fazer a conexão entre profissionais e empresas, algumas iniciativas surgiram nas últimas semanas:

  • A AbStartups lançou um banco de talentos, o Abstartups Jobs, que conta atualmente com 577 cadastrados;
  • Logo no começo do isolamento foi criado o Job Viral, onde as pessoas que estão disponíveis podem se cadastrar;
  • O Florian Hagenbuch, da Loft, montou uma lista colaborativa que tem 487 vagas em design e tecnologia no Brasil até o momento;
  • O Layoffs.fyi está acompanhando as demissões ao redor do mundo, mas também tem uma aba de companhias que ainda estão contratando;
  • Algumas empresas que demitiram também montaram listas com recomendações de profissionais que agora estão disponíveis no mercado.

ANÁLISES

Veja todas as análises