fbpx
Compartilhe

O que fazer quando a startup recebeu aporte e tá com o caixa abastecido? Ou melhor, vamos repensar a pergunta: o que fazer quando recebeu aporte, tá com o caixa abastecido e precisa navegar em um cenário de recessão como o atual? Esse foi o tema de mais um painel no Startups Fever.

“Vamos segurar um pouco a fome por crescimento e vamos viver, estender a pista”, afirmou o fundador e gestor da Domo Invest, Marcelo Gonçalves, apontando que o momento exige focar mais na sobrevivência. “É melhor evitar ideias novas que não é o momento”, alertou o investidor.

Segundo o sócio e CDO da Genial Investimentos, Venâncio Velloso, as empresas devem se preocupar um pouco menos em serem unicórnios e seguirem a jornada do camelo, fazendo referência ao animal que percorre longas distâncias no deserto com água limitada no organismo. “Hoje o foco está no bottom line”, avalia.

Por falar em fechamento da conta, a CFO da Docket, Taeli Klaumann, é taxativa: o momento é de tirar a conversa sobre lucros e perdas (P&L) do escritório do financeiro e aplicar de forma mais ampla nos negócios. “É preciso garantir que o crescimento no top line e o bottom line se conversem”.

Para ilustrar o ponto, a CFO citou o caso recente da Netflix, que nas últimas semanas realizou cortes grandes em sua força de trabalho, alegando que não observou atentamente a desaceleração da receita no negócio. “Questões como o headcount e as conversas com o RH ficarão bem mais intensas hoje em dia”, avalia.

O diretor executivo da unidade de pagamentos da SumUp no Brasil, Carlos Grieco, encheu a bola dos CFOs como as vozes da razão neste momento de austeridade. “A disciplina de custo vem dessas pessoas”, explica.

Carlos Grieco (SumUp), Marcelo Gonçalves (Domo Invest), e Venâncio Velloso (Genial Investimentos)

Na útima semana, a fintech recebeu um aporte global de 590 bilhões de euros (R$ 3,8 bilhões). Para a operação brasileira são esperados cerca de R$ 390 milhões, que devem ser investidos com cautela. “É preciso achar meios líquidos e seguros para o dinheiro, enquanto a gente não aplica”, deixando nas entrelinhas até pra colocar o dinheiro do caixa pra render não está mais tão simples assim. “Vamos ver o que gera mais fluxo de caixa no final”, completa Grieco.

Para quem recebeu o dinheiro agora, Marcelo Gonçalves, da Domo, foi direto e reto: “Cumpra o plano. Bota o dinheiro na renda fixa e vai utilizando de acordo com o plano”. Para quem está no final da pista, porém, o momento é de pensar em alternativas, inclusive algumas que não envolvam vender equity num momento de desvalorização. “O venture debt pode ser uma opção”, avaliou Venâncio Velloso, da Genial.

Para deixar as coisas mais leves, Taeli Klaumann, da Docket, deu um outro conselho para quem recém recebeu o cheque do aporte. “Hoje em dia a primeira coisa a fazer é comemorar”, disparou a executiva, arrancando risadas (talvez nervosas) da plateia.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões