fbpx
Compartilhe

A TOTVS anunciou nesta segunda-feira (04) a aquisição da Gesplan, empresa de soluções de planejamento e gestão financeira, por R$ 40 milhões à vista.

Com a compra, a TOTVS soma ao seu portfólio uma companhia com 20 anos de presença no mercado de gestão financeira, com destaque com uma solução SaaS (Software como Serviço) de gestão integrada de tesouraria.

Com aproximadamente 190 clientes – entre eles Unimed, Bauducco, Magazine Luiza, Marisa e outras – e mais de 70 profissionais, a Gesplan soma aproximadamente R$ 400 bilhões processados em sua plataforma. Em 2021 a companhia teve uma receita bruta de aproximadamente R$ 16 milhões.

Além dos R$ 40 milhões pagos “no ato”, o contrato prevê que a TOTVS pode pagar um valor complementar, caso a Gesplan atinja as metas estabelecidas nos exercícios de 2022 e 2023 e ao cumprimento de outras condições. Contudo, estes detalhes não foram divulgados no comunicado que a TOTVS soltou para a imprensa.

Segundo destacou a gigante nacional neste comunicado, a compra da Gesplan “aumenta a cobertura e a profundidade funcional de seu portfólio da dimensão de negócios de gestão (da TOTVS) em particular no seu módulo financeiro. Além disso, a aquisição aprimora a habilidade de atender as necessidades dos clientes da gigante de software de forma ainda mais completa, ao mesmo tempo que agrega mais acesso e inteligência de dados, que possibilitam o desenvolvimento de novas ofertas de soluções sob medida”.

O CEO da TOTVS, Dennis Herszkowicz (foto), afirmou em nota à imprensa que a aquisição é mais um passo da estratégia de M&A de identificar e abarcar soluções que tragam ainda mais força para os sistemas de backoffice da marca. 

“Os sistemas da Gesplan possuem grande sinergia com os ERPs da TOTVS, o que complementa também a nossa dimensão de techfin, que usa dados gerados e transacionados nos sistemas de gestão para facilitar e baratear o processo de contratação de serviços financeiros por parte dos nossos clientes”, destacou Dennis.

Para o CEO da Gesplan, José Sérgio Gesser, a sinergia com a TOTVS é uma grande oportunidade de manter em evolução tudo o que a empresa construiu até hoje. “Isso (a aquisição) representa a força do nosso know how, estamos confiantes de que poderemos contribuir com o fortalecimento das ofertas de produtos da TOTVS”, complementa Gesser.

Segue o baile das aquisições

Mesmo sendo um valor modesto em comparação com o tamanho da TOTVS, uma empresa avaliada em R$ 39 bilhões, a compra da Gesplan recoloca a companhia no caminho das aquisições no segmento de ERP, área em que a empresa sempre foi um dos principais nomes.

Ela soma ao portfólio de produtos com receita recorrente e traz possibilidades para a empresa trabalhar com mais dados e insights qualificados para seus serviços já existentes.

“A Gesplan oferece uma solução de gestão de caixa de primeira linha, que a nosso ver enriquece muito a sua solução de painel financeiro na divisão de gestão de software”, apontou o Itaú BBVA em comunicado.

Em 2020 a TOTVS tentou uma cartada grande para comprar a Linx, especializada em sistemas de gestão para varejo, mas foi desbancada pela Stone, que pagou R$ 6,7 bilhões.

Nos últimos tempos a empresa vem numa sequencia de aquisições, voltada principalmente a outras áreas do mercado. Em março do ano passado ela pagou R$ 1,8 bilhões por 92% da RD Station, startup catarinense de automação de marketing digital.

Em fevereiro passado, a Dimensa, empresa da TOTVS com a B3 que oferece tecnologia para instituições financeiras, adquiriu todo o capital social da Mobile2you, startup que cria aplicativos para empresas que querem entrar no mercado de fintechs por R$ 26,9 milhões.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões