fbpx
Compartilhe

A colombiana Tul, que nasceu querendo ser uma Amazon para pequenos varejistas de material de construção, finalmente iniciou sua operação no Brasil. A chegada ao país, pela região metropolitana de São Paulo, foi anunciada em janeiro, quando a empresa levantou uma série B de US$ 181 milhões.

Em entrevista ao Startups, Iris Freund, head de marketing e negócios da Tul, afirma que foi feito um investimento pesado em marketing nos últimos meses com grande parte do aporte. Tudo para que a companhia chegasse com tudo no mercado brasileiro. “A experiência de compra do varejista com o distribuidor tradicional foi sempre analógica nesse setor. Nossa intenção é melhorar a vida do lojista por meio da inovação”, comenta Iris. 

Segundo ela, o plano de expansão no Brasil inicia pelas zonas Leste e Norte da capital paulista, Guarulhos e no ABC, com previsão de ampliação para atuação em toda a região metropolitana da cidade até o fim do ano. Em 2023, a ideia é atender os lojistas de materiais de construção de todo o país e aprimorar o produto com muita coisa que está sendo testada na Colômbia.

Iris Freund, head de marketing e negócios da Tul. Foto: Divulgação/Gabriel Reis

A operação no Brasil começou a ser estruturada em novembro/20 e está sob o comando de Bruno Raposo. Com passagens pelo Imovelweb, e Loft, ele foi o responsável pela estruturação da operação da espanhola Glovo no Brasil – que ficou só 1 ano no ar.

Modus operandi

A startup atua como uma distribuidora digital de materiais de construção para pequenos lojistas. Por meio do aplicativo desenvolvido pela Tul, a entrega pode ser feita em 24h, sem pedido mínimo, e direta ao cliente do lojista, pontos considerados por Iris como alguns dos diferenciais da companhia em relação a outros players.

A tecnologia utilizada pela empresa ainda possibilita um acesso mais simples e prático ao estoque e aos serviços e produtos de valor agregado para pequenas lojas de materiais de construção, que em grande parte servem como pilares de bairros carentes. 

Nascida em 2020, a Tul hoje já vale cerca de US$ 800 milhões e atende 40 mil clientes ativos na Colômbia e no México. Atualmente a construtech conta com mais de 90 parceiros do segmento de construção, incluindo marcas como Bosch, Sil, Sherwin Willians, Vedacit e Quartzolit

OPINIÃO

Veja todas as opiniões