fbpx
Compartilhe

O Uber está em conversas com o Grubhub para comprar a empresa de entrega de comida. A operação ajudaria a dar um impulso no Uber Eats, serviço que vinha crescendo antes da pandemia, e que, frente à queda no transporte de passageiros, tem amenizado a queda no desempenho da companhia como um todo.

Fundado em 2004, o Grubhub tem 300 mil restaurantes cadastrados e atua em cinco mil cidades nos EUA e em Londres com as marcas Seamless, LevelUp, AllMenus and MenuPages. Em 2019, a receita foi de US$ 1,3 bilhão – contra US$ 1 bilhão em 2018.

A informação sobre o negócio foi apurada pela agência Bloomberg junto a fontes com conhecimento das conversas. O Uber não quis comentar. O Grubhub não tinha se manifestada até a publicação da matéria.  O valor do negócio não foi estimado.

O GrubHub, que estreou na Nasdaq em 2014, valia perto de US$ 4,5 bilhões até ontem. O Uber é 10 vezes maior, valendo US$ 55 bilhões.

Depois que a notícia de uma possível união das companhias foi publicada, as ações do GrubHub chegaram a subir 25% e tiveram as negociações suspensas três vezes para conter a volaltilidade.

ANÁLISES

Veja todas as análises