fbpx
Compartilhe

O Mercado Pago é o mais novo concorrente do Sem Parar no segmento de pagamentos automáticos de pedágios e estacionamentos. A carteira digital do Mercado Livre firmou uma parceria com a ConectCar para lançar o Ultrapasse, serviço aceito em 100% das rodovias pedagiadas e mais de 1 mil estacionamentos no país. A novidade será disponibilizada a partir de segunda-feira (13).

Nos mesmos moldes que a pioneira no segmento, basta colar o adesivo eletrônico no para-brisa do carro e ativá-lo no app do Mercado Pago. Após concluir a ativação, a tag estará disponível para uso em até 6 horas, tempo necessário para que os pedágios estaduais e federais a habilitem em seus sistemas.

A novidade é integrada ao programa de fidelidade Mercado Pontos, com aceitação em toda rede da ConectCar. Ou seja, quanto mais pontos acumulados, mais benefícios. Dentre as regalias estão descontos variados: em fretes no Mercado Livre, em serviços de streaming, recarga de celular, em redes de supermercado, farmácias e etc.

Quanto custa o Ultrapasse?

A estratégia da companhia para atrair clientes inclui os 3 primeiros meses do serviço gratuito para todos. Depois disso, será cobrada uma mensalidade de até R$ 12,90, com descontos de acordo com o nível de cada usuário no Mercado Pontos. Usuários do nível 6, por exemplo, serão isentos da mensalidade.

O usuário recebe o adesivo em sua casa e, após o primeiro uso do Ultrapasse, receberá o valor do item e do frete como cashback em sua conta Mercado Pago. Ao passar por uma cancela, o dinheiro é automaticamente descontado do saldo da conta digital. É por ela que também é feita a gestão dos pagamentos e o acompanhamento do histórico de uso do Ultrapasse.

“Com nossa entrada nesse segmento, reforçamos a presença do Mercado Pago no universo automotivo. Hoje, os usuários já contam com a possibilidade de pagamento pelo aplicativo em postos Shell, além da relevância da categoria de vendas de automóveis e autopeças no Mercado Livre”, comenta Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago, em nota.

Fica claro que a ideia por trás de tudo isso é trazer mais recorrência. Adicionar mais serviço no app para dar mais oportunidade de uso. Afinal, na atual conjuntura, não é sempre que dá para ir às compras sem medo de ser feliz, né não?

OPINIÃO

Veja todas as opiniões