fbpx
Compartilhe

Não foi exatamente um aporte, mas Vai Car levantou R$ 380 milhões em dívida para ampliar a sua frota. A locadora de carros que opera sem frota própria – como a Kovi – quer chegar a 25 mil veículos em 18 meses, o dobro do que ela tem atualmente.

Seis meses depois de ser criada, a startup de educação Trybe fez sua segunda rodada de investimento. A companhia captou R$ 42 milhões em um aporte liderado pelo fundo Atlantico, novo fundo criado ano passado por Julio Vasconcellos, fundador do Peixe Urbano. Participaram da rodada ainda o fundo Canary, que também é de Vasconcellos e já tinha investido anteriormente na Trybe, Global Founders Capital (da alemã Rocket Internet), Nortee.Bricks e Maya. Os dois últimos também já tinham investido na companhia, junto com o Noa (do apresentador Luciano Huck). A primeira captação foi de R$ 15 milhões. Com os recursos captados agora, a companhia vai investir na melhoria da formação de seus alunos e na expansão de suas atividades. Com 150 alunos matriculados atualmente, ela projeta chegar a três mil em 2021.

Downloads

  • A Y Combinator soltou uma nova versão de seu guia para empresas que estão em processo de levantar uma rodada de Series A.
  • Um estudo da Cisco, o Global Digital Readiness Index 2019, avaliou o quão preparados os países estão para o mundo digital. O Brasil melhorou sua pontuação em relação ao estudo anterior – de 11,78 para 12,31 pontos – ficando acima de média mundial (11,90 pontos) e subindo uma colocação, para o 67º lugar.
  • O número e o valor dos aportes em startups caiu pelo segundo trimestre consecutivo nos EUA entre outubro e novembro. Foram US$ 23 bilhões em 1.324 operações, contra US$ 27,4 bilhões e 1.481 negócios um ano antes, segundo o relatório MoneyTree, elaborado pela PwC e pelo CB Insights

OPINIÃO

Veja todas as opiniões