fbpx
Compartilhe

Resumo de notícias da semana:

  • Rappi, iFood, 99 e Uber anunciaram medidas para ajudar entregadores que sejam diagnosticados com o novo coronavírus e precisem se afastar do trabalho.
  • 99Food, braço de entrega de comida da 99 lançado no fim de 2019, deu detalhes de seus planos.
  • A Resale vai lançar um portal exclusivo para a revenda de imóveis que o Banco do Brasil retoma de clientes por inadimplência. Serão 1,6 mil unidades – sendo a maior parte casas (61%) e apartamentos (33%). O desconto médio será de 42% em relação ao valor de avaliação, mais que os 30% praticados normalmente. O estoque de imóveis retomados é um grande problema para os bancos, com um estoque entre 90 mil e 100 mil unidades.
  • A InstaCarro está operando com quatro lojas dentro de contaniers na região metropolitana de São Paulo (Extra Morumbi, São Caetano, São Bernardo e Osasco). Até o fim do ano a empresa pretende ter 20 lojas.
  • A MadeiraMadeira abriu sua primeira loja física na cidade de Curitiba.
  • Depois de estrear na Argentina, o Nubank lançou seu cartão de crédito roxo no México.
  • Recém-chegada à América Latina, a ClassPass comprou a chilena MuvPAss e a argentina ClickyPass.
  • Endereço de muitas startups, os coworkings movimentam R$ 127 milhões, segundo estudo da Coworking Brasil. Em 2019 o crescimento do mercado foi de  25%, chegando a 1.497 unidades em 195 municípios do país.  Só no estado de São Paulo, foram registrados 198 novos espaços.
  • A Y Combinator marcou para maio uma vinda ao Brasil para entrevistar cerca de 100 startups. A ideia é captar nomes para o batch de aceleração do meio do ano, programado para junho. (Bom, pelo menos esse era o plano antes da loucura do novo coronavírus).
  • O Uber lançou seus patinetes elétricos na cidade de São Paulo. Em um primeiro momento, não há nenhum custo para desbloquear o veículo, e o minuto de uso custa R$ 0,90. A companhia também fez sua estreia em Santiago, no Chile, mas nesse caso, com sua marca de micromobilidade, a Jump (talvez porque a marca Uber por lá não seja tão forte por conta da briga com os taxistas.
  • A Kovi, de aluguel de carros para motoristas de aplicativos, atingiu a marca de 6 mil motoristas em sua base.
  • Em uma nova derrota na Justiça Trabalhista para a Rappi, a 14ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª região (TRT-2) reconheceu que existe vínculo empregatício entre um entregador e o aplicativo. Ainda cabe recurso, mas é curioso que a Rappi sofra esse reveses enquanto Uber e iFood não parecem sofrer tanto.

OPINIÃO

Veja todas as opiniões